Você está grávida!

Muitos assuntos que antes não faziam parte de sua vida,  agora vão invadir sua cabeça como uma avalanche!

Fique tranquila!

Aos poucos, e com bastante serenidade, essas dúvidas passarão a ser um aprendizado muito rico e você perceberá o quanto é prazeroso e estimulante todo esse movimento.

Reuni pra você os 15 assuntos que mais geram dúvidas durante a gestação. Vamos lá:

1 – Grávida pode pintar o cabelo?

Químicas em geral são proibidas durante a gravidez.

Antes de fazer qualquer procedimento nos fios, procure saber qual é a composição dos produtos. Após 14 semanas, geralmente, alguns  médicos costumam liberar tonalizantes sem amônia ou luzes, desde que não encostem no couro cabeludo.

2 – O risco de um aborto natural é mais alto no início da gravidez?

Sim.

Esse risco vai diminuindo à medida que a gravidez avança. A maior parte dos casos de aborto espontâneo ocorre devido a alterações embrionárias e doenças como, diabetes e ovários policísticos.

Muito embora não seja possível, na maioria das vezes, identificar as causas desse tipo de complicação, é aconselhável que você faça uma avaliação médica antes de planejar ter um filho.

3 –  A grávida pode iniciar uma atividade física ou continuar praticando?

Quando a gravidez transcorre sem problemas, a grávida pode iniciar atividade física ou continuar praticando aquela que já estava habituada. É claro que terá que adaptar a atividade física à sua nova condição.

Para aquelas grávidas que não praticavam nenhuma atividade antes da gravidez, aconselha-se esperar até o terceiro mês para iniciar e, para ambos os casos, estar sempre acompanhada de profissionais capacitados.

4 – Pode ingerir bebidas alcoólicas, mesmo em pequena quantidade?

Não.

Mesmo em pequenas quantidades, não é aconselhável que a grávida consuma bebidas alcoólicas, porque não existe quantidade segura que garanta que esse consumo  não vá alterar a formação do bebê.

A ingestão de bebida pode causar diversas alterações na formação do bebê, como a Síndrome Alcoólica Fetal, que provoca malformações faciais, retardo no crescimento e desenvolvimento psicomotor e intelectual.

Quem é fumante também deve parar.

O cigarro, além de prejudicar a saúde da mãe, ainda pode prejudicar o crescimento do feto e também provocar um parto prematuro.

5 – Sentir enjôos é normal?

Sim.

É comum a grávida sentir enjôos, principalmente nos 3 primeiros meses. Eles acontecem por conta das mudanças no organismo, sobretudo as hormonais.

Podem também estar relacionados com a alimentação. Muitas vezes, a grávida perde o apetite no início da gravidez e se alimenta menos do que é necessário.

Para diminuir esse incômodo, deve-se evitar alimentos muito gordurosos.

Procure comer de 3 em 3 horas em pequenas quantidades durante o dia.

Alimentos frios, com sabor amargo ou azedo são mais tolerados nesse período.

Também é comum a grávida sentir azia.

Esse problema pode ser contornado evitando frituras, pratos gordurosos e a ingestão de grande quantidade de alimento em uma única refeição. Deve-se evitar também ingerir líquidos junto com as refeições e deitar logo após comer.

6 – O “desejo de grávida” existe mesmo?

Algumas razões podem explicar os tais “desejos de grávidas”:

  • mulher está emocionalmente mais sensível, emotiva e carente, e isso pode explicar os desejos.
  • o hormônio gonadotrofina coriônica, abundante na gravidez, muda a saliva e, alimentos que não eram tão apreciados antes da gravidez, passam a ser agradáveis para a gestante.
  • às vezes, esses desejos podem aparecer por uma carência nutricional, como anemia, por exemplo.

Além disso, atender aos desejos da grávida, pode ser a chance de mimá-la! É claro que, desde que não prejudiquem a mamãe e o bebê.

7 -A grávida pode conviver com gatos?

"grávida pode conviver com gato"

A toxoplasmose é erroneamente chamada de”doença do gato”.

O convívio com animais é muito benéfico para nós em todas as fases da vida.

Com segurança e de forma saudável, não há necessidade de se privar do convívio dos bichanos durante a gravidez.

É muito importante que você saiba como é transmitida a toxoplasmose, erroneamente chamada de “doença do gato”.

As formas de contágio comprovadamente mais frequentes são:

  • ingestão de carne crua contaminada ou mal cozida
  • ingestão de alimentos contaminados por faca ou utensílios que tiveram contato com carne crua contaminada.
  • beber água contaminada pelo parasita toxoplasma, transmissor da toxoplasmose.

Os gatos só  podem transmitir a doença, se estiverem contaminados. Isso ocorre ao comerem roedores, passarinhos ou outros animais contaminados. O parasita é passado, então nas fezes do gato.

Gatos que ficam somente dentro de casa e não tem o hábito de caçar, normalmente não tem o parasita. Um exame de sangue simples pode ser feito no bichano para tirar por completo a dúvida.

O mais importante para se evitar a contaminação pelo parasita da toxoplasmose é:

  • Lavar as mãos após o contato com a carne crua.
  • Lavar muito bem a pia,tábua de carne e outros  utensílios.
  • A carne deve ser bem cozida para o consumo.
  • Lavar muito bem frutas e legumes.
  • Limpar a caixa de areia do gatinho diariamente.
  • Não oferecer carnes cruas ao gato.
  • Não deixar que saiam para evitar o hábito da caça, também é recomendado.

8 – O bebê pode ouvir dentro da barriga da mãe?

Sim.

O desenvolvimento da audição do bebê começa em torno do quarto mês de gestação.

Ela vai evoluindo ao longo da gravidez e, por isso, durante o período intrauterino o bebê começa reconhecer as vozes que escuta, sons, músicas e outros estímulos que são oferecidos.

Ao nascer, o bebê é capaz de reconhecer as vozes que ouvia enquanto estava na barriga da mamãe, bem como as músicas e outros sons do ambiente.

Então, mamãe, converse com seu bebê, cante pra ele, diga o quanto ele é amado!

9 – Sexo na gravidez, prejudica o bebê?

Não.

Se a gravidez transcorrer sem problemas, o casal pode e deve ter uma vida sexual normal.

O sexo faz bem ao bebê.

A excitação sexual estimula o fluxo sanguíneo para a região genital e uterina e isso faz com que o bebê receba mais nutrientes, já que a corrente sanguínea transporta oxigênio e hormônios que estimulam o crescimento.

Algumas mulheres relatam terem mais prazer nessa fase, outras, porém, sentem uma diminuição da libido. O importante é haver diálogo e muita compreensão entre o casal.

10 – O trabalho de parto tem sinais?

Sim.

O principal deles são as contrações uterinas, que se caracterizam pelo endurecimento da barriga.

Em geral, elas duram de 40 a 50 segundos. No início são mais fracas e espaçadas, com intervalos de 5 a 10 minutos.

A intensidade e frequência vão aumentando conforme o colo do útero vai dilatando.

Se essa situação prosseguir, com os intervalos das contrações diminuindo, é hora de ir para a maternidade.

Outro sinal de que está chegando a hora do bebê nascer é quando a bolsa estourar.Se o líquido for claro e o bebê está se movimentando bem, não há necessidade de correria.

Em muitas mulheres, a bolsa se rompe logo após as contrações começarem, mas em muitos casos isso pode acontecer mesmo antes do trabalho de parto iniciar.

11 – A mulher pode se prevenir da episiotomia e da raspagem dos pelos pubianos?

Sim.

Tanto uma prática quanto a outra podem ser evitadas e recusadas pela mulher.

A episiotomia – corte feito no períneo (região entre a vagina e o ânus) é feita para facilitar a passagem da cabeça do bebê. Atualmente esta prática é avaliada caso a caso e é considerada seletiva em vez de rotineira.

Há algumas técnicas que as mulheres podem se utilizar para evitar a episiotomia, como:

  • Praticar exercícios para o assoalho pélvico durante a gestação.
  • Fazer massagem perineal
  • Adotar outras posições para ter seu bebê.

Quanto à depilação, não há a menor necessidade de ser feita antes do parto, a menos que seja desejo da mulher.

12 – A grávida pode levar um acompanhante para a sala de parto?

Sim.

A Lei permite que a gestante leve um acompanhante para a sala de parto.

Tanto em hospitais vinculados ao SUS quanto aos hospitais que atendem planos privados.

Importante:  a gestante pode escolher quem ela preferir para acompanhá-la.

13 – A mulher pode optar pelo tipo de parto que desejar?

Sim.

A escolha do tipo de parto deve ser discutida com o médico obstetra que está acompanhando a gestante.

Se tudo estiver transcorrendo bem, sem nenhuma alteração na saúde da mamãe e do bebê, a mulher pode fazer a opção pelo tipo de parto que mais desejar, inclusive a cesárea.

14 –  Banhos de sol ajudam a preparar os seios para a amamentação?

Sim.

Banhos de sol antes das 10 horas diretamente nas mamas, por cerca de 15 minutos, ajudam no preparo da pele da auréola para a amamentação.

Procure evitar o uso de hidratantes diretamente nos mamilos, pois isso poderá deixar a pele mais fina e propensa a fissuras.

15 –  Inchaço nas pernas e pés é normal durante a gravidez?

Sim.

O inchaço é comum devido à retenção de líquidos.

Uma forma de amenizar esse desconforto é descansar durante 30 minutos durante a manhã e à tarde, deitada sobre o lado esquerdo – o que melhora a circulação entre o útero e placenta.

Atente para problemas de pressão alta ou alguma disfunção renal que podem causar inchaços. Mantenha seu médico sempre informado sobre qualquer alteração.

 

Gostou?

Tem outras dúvidas?

Conte pra gente!

Até mais

Dione

 

Postado Por Dione Sitibaldi

    2 Comentários

  1. Mayara Figueredo 23 de novembro de 2018 at 00:30 Responder

    Oi Dione! Obrigada por seguir e fico feliz por ter sido inspiração para você! Seu blog está lindo, parabéns e sucesso. Se precisar é só chamar.
    E não deixe de nos seguir http://www.amorematernidade.com.br.

    Bjus

Deixe um Comentário